Bandidos encapuzados fuzilam assassino do comandante da Guarda Municipal de Vargem Grande

Barrão, como é mais conhecido o criminoso que matou o chefe da Guarda Municipal de Vargem Grande , Francisco dos Santos (foto abaixo) foi fuzilado nesta madrugada a caminho do hospital de Matões do Norte.

O chefe da Guarda Municipal foi morto no povoado Morro Grande, às margens da BR 222, em Vargem Grande ontem à noite. Os comentários dão conta de que tentaram roubar a moto da vítima e ele teria reagido e atirado em um dos dois assaltantes. Jerônimo Novais Maciel, conhecido por Barrão, levou balas nas costas, o outro fugiu.

Barrão estava sendo transferido para um hospital de Matões do Norte em uma ambulância quando um carro interceptou com bandidos encapuzados  o veículo, obrigou os enfermeiros a descerem e mataram o assaltante.

Fonte: Luis Cardoso

Weverton Rocha é apontado como um dos piores parlamentares do Brasil em Ranking dos Políticos

Pelo segundo ano consecutivo o deputado Weverton Rocha foi taxado como um dos piores parlamentares do Brasil em Ranking que calcula diversas variáveis dos parlamentares em sentido geral. O parlamentar do PDT esteve em situação até pior em 2017 quando ocupou a posição 569 neste 2018 ainda conseguiu saltar para a posição 508. Weverton apesar de ser apontado como ineficiente tenta se eleger senador pelo Maranhão.

Todos os dados apresentados nesse projeto são de origem oficial pública, sendo a maioria deles vindos diretamente do site do Congresso. Cada ponto ganho ou tirado está documentado, com a origem da informação e a fonte, de modo que qualquer um possa conferir. Nosso trabalho não é criar informações e sim apenas buscá-las nas fontes oficiais (veículos da grande mídia, fichas criminais no judiciário, dados do Congresso, etc), organizando as informações para facilitar a leitura. Somos auditados diariamente por milhares de visitantes que acompanham o ranking, conferem, criticam e corrigem, quando necessário. Além da pontuação referente às informações públicas, pontuamos os políticos de acordo com sua qualidade legislativa. O valor de cada lei votada é definido por nosso Conselho de Avaliação de Leis, levando em conta critérios como o combate à corrupção, aos privilégios e ao desperdício.

A pontuação dos políticos é definida de acordo com os dados que obtemos sobre gastos, assiduidade, fidelidade partidária e processos judiciais. Consideramos como válidas as informações vindas de fontes oficiais, como sites governamentais e de veículos de mídia de primeira linha. Além disso, acompanhamos as votações mais importantes, e pontuamos os políticos de acordo com sua qualidade legislativa. O valor das leis analisadas é definido por nosso Conselho de Avaliação de Leis, levando em conta o quanto elas ajudam ou atrapalham o País.

Fonte: Cidadedeverdade

Menino de 10 anos é raptado e torturado por quadrilha de ‘justiceiros’ em Timon

Segundo delegado do 3º DP, de Timon (MA), menino foi torturado durante toda a tarde de segunda-feira (17) — Foto: Lorena Linhares/ G1 PIUm menino de apenas dez anos foi raptado e torturado durante toda a tarde desta segunda-feira (18), na cidade Timon, no Maranhão. De acordo com a Polícia Civil, os autores do crime seriam membros de uma facção criminosa que agiriam para punir pessoas que supostamente cometeram crimes. Um homem apontado como mentor do rapto e tortura do menino foi preso.

O delegado Michel Sampaio, titular do 3º Distrito Policial em Timon, contou que um adolescente foi até a casa do menino e avisou à família que o garoto havia sido raptado por que o grupo suspeitava que ele havia participado do roubo de uma moto. “E só libertariam a criança caso a família devolvesse a motocicleta ou indicasse a sua localização”, disse o delegado.

O caso foi denunciado à Polícia por volta das 17h. A mãe vítima informou aos policiais que sabia onde ficava a casa de um dos membros da facção criminosa. Os policiais diligenciaram até o bairro Lourival Almeida, onde conseguiram avistar o suspeito quando libertava a criança.

“A Polícia fez o que a gente chama de ‘ação retardada’: não prenderam o indivíduo de imediato. Deixaram a criança seguir até a casa da avó, sendo liberado, em seguida seguiram o autor do crime até a casa que foi identificada como o eventual cativeiro. E lá colheram provas do crime de extorsão e de tortura”, contou o delegado Michel Sampaio.

As provas colhidas pelos policiais, de acordo com o delegado, atestam que o menino foi torturado durante toda a tarde para que confessasse crimes. Um rapaz identificado como Francisco Rodrigues Andrade, conhecido como Lourinho, foi preso suspeito de ser o mandante e autor da tortura.

Ainda segundo o delegado Michel Sampaio, o rapaz preso é suspeito de praticar um crime semelhante contra duas pessoas há cerca de uma semana. “Ele, mediante tentar praticar justiça com as próprias mãos, torturou um casal de pessoas acusadas de praticar o crime de furto, para falar uma coisa que não cometeram”, disse.

Fonte: G1MA

Propaganda com mensagem de Lula em apoio a Haddad é suspensa pelo TSE

TSE suspende propaganda com mensagem de Lula em apoio a HaddadO ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Sérgio Banhos determinou nesta segunda-feira (17) a suspensão da propaganda eleitoral do candidato à presidência pelo PT, Fernando Haddad, em que são lidos trechos da chamada Carta de Lula ao Povo Brasileiro. A decisão foi tomada de modo liminar (provisório) após representação feita pela coligação do candidato Jair Bolsonaro, do PSL.

Segundo o ministro, a campanha de Haddad desrespeitou a legislação eleitoral ao exibir, durante grande parte do programa eleitoral, a leitura da carta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarando apoio ao ex-prefeito de São Paulo.

“A coligação representada excedeu ‘o limite de at é 25% do tempo de cada programa ou inserção’, reservado para os apoiadores, conforme precisos termos do Artigo 54 da Lei nº 9.504/1997”, escreveu Banhos.

Com a decisão, a coligação O Povo Feliz de Novo, formada pelo PT, PCdoB e PROS, fica impedida de veicular o mesmo teor da campanha eleitoral que foi ao ar na propaganda em bloco da TV da última quinta-feira (13).

Além de decretar a suspensão “imediata” da propaganda no rádio e na TV, o ministro deu o prazo de dois dias para que a defesa do PT se manifeste sobre o assunto. Sérgio Banhos determinou também que o Ministério Público Eleitoral se manifeste no máximo um dia após serem ouvidos os advogados da campanha de Haddad.

Candidatura barrada

No início do mês, o TSE barrou o pedido de registro da candidatura de Lula, determinando que o partido indicasse em até dez dias um substituto para a disputa. Antes candidato à vice, Fernando Haddad foi registrado para concorrer ao pleito e foi apresentado como candidato a presidente nas campanhas petistas, tendo Manuela D’Ávila (PCdoB) como candidata a vice.

A propaganda questionada exibe trechos da chamada Carta de Lula ao Povo Brasileiro, que foi escrita pelo ex-presidente manifestando apoio a Haddad. Condenado em segunda instância pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba e foi impugnado tendo como base a Lei da Ficha Limpa.

Segundo a coligação de Bolsonaro, a propaganda veiculada na última quinta-feira (13) deixa o candidato Fernando Haddad “à margem”, como “mero locutor dos feitos de Lula”, enquanto enaltece a figura do ex-presidente.

Os advogados argumentaram que a publicidade cria “estado emocional” nos eleitores de dúvida sobre quem de fato é candidato, além de descumprir decisões judiciais anteriores que proibiram a apresentação de Lula como candidato e divulgar fato “sabidamente inverídico”.

“A aludida propaganda [Carta de Lula ao Povo] foi veiculada após o pedido de substituição da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em completo desrespeito às determinações desta Corte”, alegou a coligação do PSL.

As propagandas eleitorais obrigatórias no rádio e na televisão vão ao ar às terças-feiras, quintas e sábados. Nesta noite, o tribunal confirmou os nomes que aparecerão na urna eletrônica, que terá 13 candidatos à Presidência.

Fonte: Imirante

Homem é preso suspeito de violência sexual contra a própria filha de seis anos

Resultado de imagem para violência sexualUm homem foi preso, nessa segunda-feira (17), suspeito de violência sexual contra a própria filha de seis anos. Marcelo Magno da Silva foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva.

Ele ainda gravou o ato criminoso com o celular. Ele foi preso por policiais da Delegacia de Proteção Criança Adolescente (DPCA) e encaminhado ao Centro de Triagem de Pedrinhas.

Fonte: Imirante