Policial militar é preso acusado de passar informações sigilosas a traficantes de drogas

A Superintendência de Combate ao Narcotráfico realizou na manhã desta quarta-feira (17) a “Operação Poleiro”, que resultou no cumprimento de mandados de busca e prisão preventiva contra suspeitos de integrar um grupo de traficantes de drogas com atuação nos bairros São Francisco e Renascença, em São Luís.

Foram presos Márcio da Silva Gomes, Ronaldo Santos Marques, Greydison dos Anjos Ramos e Edmilson Santos Costa Ferreira Júnior, apontado como chefe do esquema criminoso.

Além deles, polícia também prendeu Roberval de Sousa Muniz, que é sargento da Polícia Militar lotado no 8º Batalhão da PM. Segundo as investigações, ele repassava informações sobre possíveis operações policiais e recebia uma quantia em dinheiro todos os meses do chefe do esquema.

De acordo com a polícia, a operação foi batizada de ‘poleiro’ porque Edmilson Santos é dono de um box na feira do São Francisco utilizado como fachada para o tráfico. A associação criminosa identificada vendia cocaína para pessoas com alto poder aquisitivo em São Luís.

Além de cocaína, durante a operação foram apreendidos dois televisores, aparelho de som, 20 mil reais e duas motocicletas usadas no serviço de entrega.

Os presos foram levados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, com exceção do sargento Roberval Muniz, que foi encaminhado ao Presídio do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, em São Luís.

Mãe é presa em São Mateus acusada de espancar e afogar o próprio filho

Mãe suspeita de espancar e afogar o próprio filho é presa em São Mateus
Raiane dos Santos Bezerra.

Uma mulher, identificada como Raiane dos Santos Bezerra, foi presa nesta quarta-feira (17), suspeita de espancar e afogar seu filho de dois anos na Rua Carmelita, Bairro Tânia Amorim, em São Mateus do Maranhão. 

De acordo com informações policiais, a denúncia ocorreu após a entrada da vítima no Posto de Saúde do município. Segundo os profissionais da saúde presentes no local, a criança apresentava sinais de maus tratos. 

A Polícia Militar informou que a criança foi colocada dentro de um balde com água, após ter sido violentada brutalmente pela mãe. De acordo com o Conselho Tutelar, havia diversos registros de denúncia contra a suspeita.

Diante dos fatos, Raiane dos Santos Bezerra foi conduzida até a Delegacia de Polícia Civil, onde recebeu voz de prisão.

Fonte: Imirante

Polícia cumpre mandados de prisão contra acusado praticar roubos na Grande Ilha

Polícia cumpre mandados de prisão contra acusado praticar roubos na Grande IlhaA Polícia Civil do Maranhão, após oito meses de investigações, deu cumprimento a três mandados de prisão preventiva em desfavor de Márcio de Jesus Soares Rodrigues, conhecido como “Marcinho”, de 38 anos.

A prisão de Márcio de Jesus Soares foi realizada nesta terça-feira (16). Segundo a polícia, o homem foi identificado como líder de uma associação criminosa responsável por, pelo menos, quatro crimes de roubo na Região Metropolitana de São Luís.

Ainda de acordo com informações da Polícia Civil, o bando liderado por “Marcinho” praticou vários roubos em 2018, sendo: um roubo a empresa situada na Estrada de Ribamar, no dia 20 de abril; assalto a uma residência situada no Habitacional Turu, em 11 de abril; outro roubo a residência no bairro do Cohafuma, em 2 de junho; e uma tentativa de roubo a residência no dia 9 de junho, no bairro do Olho D’Água, ocasião em que parte do bando foi presa em flagrante, por equipes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) e Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV).

Saiba mais sobre roubo a residências.

Na tentativa de roubo a residência no Olho D’Água, Márcio de Jesus Soares conseguiu fugir da ação policial, mas acabou sendo preso na última sexta-feira (12), em cumprimento a mandado de prisão oriundo do interior do Estado. E, nesta terça, a Polícia Civil cumpriu outros mandados de prisão contra Márcio de Jesus. Após as formalidades legais, “Marcinho” será reconduzido ao Sistema Penitenciário, onde permanecerá à disposição da Justiça.

A Polícia Civil afirma que a associação criminosa, liderada por Márcio de Jesus Soares Rodrigues, já foi quase que inteiramente desarticulada, já tendo sido presos pela DRF e DRFV, além de “Marcinho”, os indivíduos: Josué Gusmão Sousa Júnior, conhecido como “Pé de Pato”; Willian Danclay Silva Pereira, conhecido como “Maiobão”; Lindomar Lopes Catanhede, o “Negueba”; Diego Sodré Pereira, chamado de “Xará”; Elegilson Serrão Reis, conhecido como “Bileu”; Diego Araújo dos Santos, o “Diego Diabão”; e Manoel Valdeci Martins Júnior, conhecido como “Manolo”.

Fonte: Imirante

Escândalo: Professor universitário aplica calote na capa da Sexy, Bruna Ferraz, em São Luís

A modelo e micro-empresária, Bruna Ferraz, capa da Revista Sexy, que mora Rio Grande do Sul, foi vítima de um golpe aplicado por um professor universitário aqui em São Luis que não lhe pagou o acompanhamento e ainda conseguiu que a Presença Vip fosse presa.

O blog passa agora a narrar abaixo da foto todo o calvário que passou a modelo, ex-Miss Bumbum aqui em São Luís, após um encontro no Motel Eros, no Calhau.

Convidada para fazer um show na boate Crystal, a modelo havia programado ficar algumas horas no motel com o professor. Na madrugada do dia 05 deste, por volta das 5h da madrugada, como combinado por um site vip, eles foram para o Eros. Em lá chegando, o professor pediu para prorrogar por duas vezes o prazo de permanência, resultando em 31h.

O professor universitário impediu até com propostas para que Bruna Ferraz não fosse fazer o show na Crystal que ele pagaria o cachê. Tudo acertado e na hora de pagar a conta, o cartão estava zerado. Como garantia, o motel ficou com o celular dele. Já para a acompanhante, um documento manuscrito em que pagaria a quantia de quase R$ 20 mil e deixou um carro Ford K 2018.

Antes, porém, ele foi com o empresário da modelo nos bancos do Brasil e Santander. No primeiro não havia nada e no segundo até o limite estava estourado.

Dois dias depois, ela voltou a ligar para o professor, mas o celular continuava no motel. Na terça-feira, dia 09, com ele de posse do celular  ficou acertado um encontro para o pagamento de R$ 10 mil e o restante em uma promissória, na igreja católica do Calhau.

Quando estacionou o carro no local, a polícia chegou junto e dando voz de prisão para Bruna Ferraz por crime de extorsão alegando que ela teria se apossado do carro e ainda queria receber dinheiro para devolver o veículo. O pior: a Presença Vip foi presa junto com seu empresário no 6º DP, Cohab Anil, que não é a delegacia do caso, e liberada em seguida depois que apresentou um registro feito um dia antes querendo receber o que lhe era devido.

Conforme consta em BO registrado na Delegacia do Vinhais, local legal para tratar a questão, a modelo contou todos os detalhes acima aqui descritos e permanece na capital maranhense querendo receber o dinheiro. Mas para sua surpresa, vem recebendo ameaças do professor universitário do Curso de Enfermagem e de cursinhos aqui em São Luís.

Fonte: Luis Cardoso

Menina de 13 anos degola o padastro para defender a mãe da morte em Presidente Dutra no Maranhão

O delegado regional César Ferro informou que uma menor de apenas 13 anos de idade degolou o padrasto, na noite da úlima quarta-feira (10), por volta das 22h, no Bairro São José, em Presidente Dutra, interior do Maranhão, tentando defender a mãe que no momento era agredida e ameaçada de morte pelo companheiro.
De acordo com o delegado César Ferro, Jaqueliane Silva Marques que estava com um bebê de dois meses no colo quando começou a ser agredida violentamente e ameaçada de morte com um faca pelo seu companheiro Josimar Oliveira de Carvalho. “A menor, vendo aquela situação com a mãe e o irmão de dois meses de idade sendo agredidos e prensados contra a parede, e aí ele começou empurrar a enteada e a ameaça-la com a faca; nesse meio termo ela conseguiu pegar outra faca e sem olhar, deu um golpe pra trás atingindo o padrasto no pescoço que morreu na hora”, declarou César Ferro
Ainda em depoimento, mãe e filha relataram a César Ferro, as constantes agressões que sofriam de Josimar Oliveira, principalmente quando este chegava em casa embriagado. “Segundo elas, certa vez ele pegou o bebê da rede e jogou no chão, quase matando a criança”, afirmou o delegado
Mãe e filha se apresentaram espontaneamente na delegacia, prestaram depoimento e foram liberadas. “Ao que tudo indica até o momento, é que se trata de uma legítima defesa mesmo, porque todos são unânimes em falar que o indivíduo era bastante agressivo com sua companheira e seus filhos”, finalizou César Ferro.
Fonte: Adonias Soares