Exclusivo: operador da Saúde revela que pagou caixão e translado a membro do PCdoB nacional

Médico do Piauí Mariano de Castro Silva, preso pela PF no final do ano passado, escreveu carta fazendo revelações bombásticas.

Preso preventivamente na Operação Pegadores em novembro do ano passado por determinação da juíza federal Paula Souza Moraes, substituta da 1ª Vara Criminal, o médico Mariano de Castro Silva, que exercia cargo de assessor especial da Secretaria Estadual de Saúde do Maranhão (SES), escreveu uma carta bombástica quando cumpria a decisão judicial no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Obtida com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira, a carta do homem que foi apontado pela Polícia Federal como um dos principais operadores do esquema que desviou mais de 18 milhões da saúde do governo Flávio Dino vem à tona com citações a nomes de autoridades e informações inéditos que devem estremecer o Palácio dos Leões.

Trecho da carta sigilosa escrita à mão por Mariano revela o pagamento de ‘caixão e translado para membro nacional do PCdoB’, além de citar os nomes do secretário de Saúde do Maranhão, advogado Carlos Lula e sua esposa a enfermeira Juliana Maria Guerra de Assis. A carta, também, traz o nome do prefeito de Bom Jesus das Selvas, Luis Fernando Lopes Coelho, que é do PCdoB – partido do governador -, como suposto responsável pela unidade hospitalar.

“Comprei imoveis e equipamentos para os seguintes hospitais: Upa de Timon e Alarico [responsável por receber: Aída e Gardênia]; HG Peritoró [Sandro Montenegro]; Hospital de Coroatá [José Rodrigues]; Hospital Genésio Rego [Larissa]; Hospital do Câncer [Juliana-esposa Lula]; Bom Jesus da Selvas [pref. Fernando]; viagens de pacientes [conta de Daniel Nery]; exames [Ana Amelia] caixão e translado para membro do PCdoB nacional”, escreveu Mariano.

O ex-assessor especial da Saúde narra como funcionava a engenharia do esquema de indicação de empresas que atuavam como terceirizadas da saúde pública e cita nomes de deputado, secretário e governador Flávio Dino, em determinado momento da carta, mas isso será publicado em outra reportagem deste blog.

Carta sigilosa escrita à mão pelo médico Mariano de Castro

Fonte : Neto Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *