Michel Temer anuncia redução nos preços dos combustíveis e das contas de energia elétrica

Com valor nacional em torno de R$ 4,00, o preço do litro da gasolina pode ser reduzido em todo o país, assim como dos demais combustíveis ainda este semestre. A projeção foi feita pelo presidente Michel Temer que afirmou que o governo estuda esta possibilidade e a de diminuir também os valores da conta de energia. Sem fazer promessas, ele disse que o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, está debruçado nos estudos.

“O [ministro] Moreira Franco está empenhado nessa tarefa. Não tenho os resultados, mas se for possível reduzir o preço, o faremos. Sabemos quanto o custo da energia alcança os mais pobres”, afirmou o presidente durante entrevista ao programa Poder em Foco do SBT, na noite desse domingo (06).

Os combustíveis derivados de petróleo são commodities e têm seus preços atrelados aos mercados internacionais cujas cotações variam diariamente – tanto para cima quanto para baixo. Especialistas afirmam que a variação dos preços nas refinarias e terminais é que incentiva a competição no mercado brasileiro.

Na entrevista, Temer fez uma estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2018 de 2,75%, e não de 3%. Segundo ele, não haverá “resultado catastrófico”.  Também afirmou que a pauta econômica no Congresso Nacional poderá evoluir ainda este ano.

Durante a entrevista, o presidente deu nota “excelente” para seu governo, ao citar dois reajustes concedidos ao programa Bolsa Família, um deles anunciados no último dia 30. A partir de julho, o valor do reajuste do benefício será de 5,67%. O pagamento passa de R$ 177,71 para uma quantia estimada de R$ 187,79.

Eleições – A exemplo do que afirmou durante entrevista aos veículos da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), na semana passada, Temer disse que até julho definirá sobre a reeleição. Ele defendeu uma candidatura única de centro. “O ideal dos ideais é que haja uma conjunção da classe política para que haja um candidato de centro.”

O presidente elogiou várias pré-candidaturas já definidas e lembrou que sua trajetória de vida, assim como de alguns pré-candidatos, também remete a dificuldades financeiras na infância. No entanto, negou que esta questão deve pesar sobre o voto do eleitorado.

“Pobre eu também fui. Andava seis quilômetros para ir e voltar da escola. Não é essa razão que faz alguém ser ou não presidente”, disse Temer, que defendeu a continuidade das medidas adotadas durante sua gestão.

Ataques – Durante a entrevista, Temer se queixou dos “ataques de natureza moral” que se destinam, segundo ele, a desmoralizá-lo na tentativa de atingir o governo e desestabilizar sua gestão.

“Foram tempos de muito sofrimento pessoal. Houve um ataque de natureza moral, e olhe que tive uma vida de muita rigidez profissional. Quando cheguei à Presidência [da República] resolveram me desmoralizar. Tem campanhas montadas com uma crueldade para derrubar o presidente. Eu só resisto, porque, senão resistir, estarei me declarando culpado”, afirmou.

Operação Skala – O presidente disse ser amigo “há mais de 50 anos” do advogado José Yunes e que  João Batista Lima Filho, o Coronel Lima, apenas colaborou em campanhas eleitorais. Ambos são investigados na Operação Skala, da Polícia Federal, que investiga suposto favorecimento de empresas portuárias em troca de propina.

“[Coronel Lima] estabeleceu uma relação de muita fraternidade, muita amizade comigo, nunca neguei”, disse o presidente. “Mas não tinha relação funcional, porque ele tinha a atividade empresarial dele. Lamento muito que esteja acontecendo isso com ele”, disse.

Questionado sobre o suposto “envelope lacrado grosso” que Yunes teria dito à Polícia Federal (PF) que recebeu do doleiro Lúcio Funaro, em 2014, Temer afirmou jamais tersido informado sobre os detalhes dessas negociações.

 “Ele [Yunes] me contou depois que recebeu o envelope. Esse foi o fato. Mas antes não me contou absolutamente nada. Ele disse que ficou com a secretária dele e depois passou alguém e pegou o envelope”, disse o presidente.

Na entrevista, Temer mencionou ainda as investigações que envolvem a filha Maristela. No âmbito da Operação Skala, é investigado se houve uso de recursos ilícitos na obra de reforma da casa da filha do presidente. O presidente afirmou que foi uma reforma “regularmente” paga e esclarecida.

Fonte : Agência Brasil

CNH Digital já está disponível para a emissão no Maranhão

CNH Digital já pode ser emitida pelos condutores maranhenses e possui o mesmo valor do documento impresso.

A Carteira Nacional de Habilitação Digital (CNH Digital) já está disponível para a emissão em todo o Maranhão. De acordo com o Detran, para solicitar a versão eletrônica os motorista devem ter a nova versão da carteira de motorista que possui um QR Code, código específico que é lido em aparelhos eletrônicos. Para os condutores que já possuem o código, não será cobrado nenhum valor adicional.

Os motoristas que possuem a CNH no modelo antigo sem o QR Code, devem solicitar a nova versão em uma agência do Detran ou Ciretran de todo o estado e atualizar o número do celular e e-mail no sistema. Após a atualização dos dados, o condutor deve entrar no Portal de Serviços do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e fazer o cadastro na CNH Digital. O usuário deve informar o CPF, nome completo, data de nascimento, e-mail e senha.

A CNH impressa continua valendo normalmente e a versão digital possui o mesmo valor jurídico da versão física. Chamado de CNH-e, o documento digital poder ser utilizado por meio de aplicativo em celulares e tablets. O Detran-MA informou que os órgãos atuadores de trânsito do estado já conseguem acessar a CNH digital dos motoristas em blitzs e abordagens.

Fonte : G1MA

Polícia Militar de Candido Mendes prende traficante foragido

 

A policia de Cândido Mendes  cumpriu um mandando de prisão e capturou o traficante Sérgio Vitório Silva,o mesmo esta foragido desde o dia 21.03.2017,quando a PM estourou um boca de fumo em sua residência.

No ultimo domingo(06/05) através de investigações e informações da população, a PM conseguimos realizar a prisão do mesmo na cidade de Luis Domingues-MA. O preso foi entregue na delegacia de Cândido Mendes-MA, para que as demais providências sejam tomadas e que o mesmo pague pelo seu crime.

Dono da Gran Fitness é baleado durante assalto em São Luís

O assalto ocorreu na rua do Jaguarema em frente a casa de Tavinho, como é mais conhecido o dono da academia Grand Fitnsses. Os bandidos levaram dois celulares e ainda deram um tiros no rosto da vítima, que encontra´se no Hospital São Domingos, com uma bala alojada na cabeça, mas é possível que venha a perder um dos olhos. Uma outra versão diz que o caso ocorreu dentro de um bar nas proximidades da casa do pai da vitima.

Clique e veja:

Fonte : Blog do L.Cardoso

Governo diz que criou somente seis vagas de capelão na PM

Flávio Dino estreitou relações com membros da Assembleia de Deus distribuindo vagas de capelão para pastores.

O governo estadual, em nota enviada pela Secretaria Estadual de Comunicação e Articulação Política (Secap), informou que o governador Flávio Dino criou somente seis vagas de capelão para a Polícia Militar mantendo a média de gestões anteriores.
A afirmação oficial do governo não condiz com a verdade. O cargo de capelão da Polícia Militar foi criado em abril de 2009 ainda no governo de Jackson Lago. As 14 vagas foram divididas uma para tenente coronel, duas de major, quatro de capitão e sete de 1º tenente.
Na gestão de Roseana Sarney não foram criadas quaisquer vaga. O que ocorreu foram nomeações para as vagas já existentes.
Então, as novas vagas criadas por Dino não condiz com qualquer média de gestões anteriores.
A nota da Secap também diz que no Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Sistema Prisional foram criadas conforme a Constituição Federal para atender os servidores que, segundo o governo, aumentou em 50% o quadro.
O fato é que antes do governo de Flávio Dino não existia a figura de capelão para o Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Sistema Prisional. No caso da Civil, a criação ocorreu já este ano quando os deputados governistas aprovaram projeto de lei do Poder Executiva que previa a criação de 10 vagas de capelães para a PC.
Anúncio – Ano passado, durante evento da Assembleia de Deus, o governador Flávio Dino informou os pastores e fiéis presentes que ele criou 36 vagas de capelão no órgãos do sistema de segurança do Maranhão.
Ele chegou a se vangloriar de ter nomeado um pastor o primeiro coronel da Polícia Militar, cargo que na Lei 8950/2009 não estava previsto.
Outra revelação que o comunista fez aos pastores da Assembleia de Deus é que ele criaria mais 10, como realmente ocorreu em março deste ano.
Procuradoria
Devido ao aumento considerado do número de capelães, a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) pediu explicações ao governo para informar os motivos que levou o governador a criar tantas novas vagas do cargo no sistema de Segurança do Estado.
Flávio Dino tem até o dia 6 deste mês para responder aos questionamentos do procurador regional eleitoral, Pedro Henrique Castelo Branco

Fonte : O Estado