Bandidos invadem e roubam delegacia no Maranhão

Bandidos invadem Delegacia de Polícia Civil em Pirapemas.

Bandidos invadiram e roubaram no final de semana a delegacia do município de Pirapemas, a 180 Km de São Luís.

Segundo informações da polícia, os criminosos invadiram a delegacia na madrugada de domingo (13) e no local roubaram três coletes a prova de bala, uma metralhadora e mais uma quanta em dinheiro que não foi informada o valor.

A Polícia Civil continua em busca de informações para tentar capturar e prender os criminosos envolvidos na invasão na delegacia.

Em Cândido Mendes, material de limpeza vai custar R$ 890 mil aos cofres públicos

Prefeito Mazinho Leite
Prefeito Mazinho Leite

Em Cândido Mendes, comanda pelo prefeito Mazinho Leite, deverá ocorrer uma verdadeira limpeza nos órgãos e secretarias da cidade.

Ocorre que foram celebrados, de acordo com o Diário Oficial do Estado do dia 8 de maio, quatro contratos visando a aquisição de materiais de limpeza destinados ao Gabinete do prefeito, Secretarias e Fundos Municipais.

No total, serão desembolsados R$890 mil dos cofres da cidade que irão direto para a empresa MLS Papeis Eireli.

Em consulta ao site da receita Federal, o Blog  descobriu que a empresa beneficiaria foi criada há menos de dois anos e funciona no bairro do Olho D’água em São Luís.

Os contratos foram assinados em janeiro e são válidos até dezembro deste ano. Mais uma para o Ministério Público do Estado e Federal ficarem de olho.

Vale lembrar que, em 2013, foi denunciado por gastar milhões com uma Casa Lotérica, localizada no município de Turiaçu-MA, também para fornecimento de material de limpeza. 

Fonte : Blog do Luis Pablo

Ônibus pega fogo em São Luís

Um ônibus pegou fogo na Avenida João Pessoa, próximo ao Viaduto do Café, em São Luís. O caso aconteceu na tarde desta sexta-feira (11) e um vídeo mostra que o veículo ficou completamente em chamas em frente a um posto da gasolina.

O veículo fazia a linha Tropical-Santos Dumont e ninguém ficou ferido. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o chamado ocorreu às 14h e o fogo já foi controlado. A suspeita é que uma pane elétrica deu início ao incêndio. Um ato criminoso já foi descartado.

Ônibus ficou completamente destruído após o incêndio. 

Fonte : G1MA

Os dados de homicídios de seu município e a prova de como são escondidos cadáveres no MA

Abaixo o levantamento dos dados de homicídios dos município do Maranhão. Os dados são obtidos junto às delegacias pela Secretaria Nacional de Segurança Pública.
Esses dados eram escondidos pelo governo de Flávio Dino para parecer que em seu governo havia diminuído a violência, enganando a população e tripudiando encima da Gestão de Roseana Sarney. Em 2017, o Governo de Flávio Dino escondeu cadáveres (homicídios) dos meses de Julho, agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro. 
“Mas nada há encoberto que não haja de ser descoberto; nem oculto, que não haja de ser sabido” (Lucas 12:2). Eis aí a verdade:
Fonte : Blog do Edgar Ribeiro

Facebook |Sistema de verificação de notícias chega ao Brasil na próxima semana

O Facebook anunciou que seu sistema de checagem de notícias e indicação de fake news chega na próxima semana ao Brasil. Já em operação nos Estados Unidos e diversos países da Europa, o recurso faz com que informações falsas tenham seu alcance orgânico reduzido de forma significativa, de forma a reduzir sua disseminação. O mesmo vale para as páginas que forem acusadas de compartilharem tais links repetidamente.
Por aqui, duas instituições serão responsáveis pela verificação das notícias: a Agência Lupa e a Aos Fatos. Ambas já trabalham há algum tempo no ramo da checagem de informações e, na parceria com o Facebook, lidarão principalmente com as denúncias feitas pelos usuários e indicarão links relacionados que trarão mais contexto ou contestarão as publicações originais. Ao tentar compartilhar uma nota comprovadamente falsa, os utilizadores ainda verão notificações sobre a falta de confiabilidade daquele conteúdo.
A ideia é repetir, por aqui, o sucesso da empreitada nos Estados Unidos, onde o Facebook alega que as fake news tiveram uma redução de cerca de 80% no alcance orgânico. O momento é crucial, na aproximação das eleições presidenciais, que acontecem em outubro, e faz parte das iniciativa da rede social para garantir que a manipulação ocorrida durante o pleito americano de 2016 não aconteça de novo em casa e também outros países.
Sistema de checagem de notícias do Facebook traz selos e links relacionados (Imagem: Divulgação/Facebook)
Esse caráter foi enaltecido por Tai Nalon, diretora da Aos Fatos, afirmando que a parceria é crucial para garantir o acesso à informação verificada em um “momento crítico da história brasileira”. Já Cristina Tardáguila, da Agência Lupa, se disse feliz de embarcar na empreitada junto com o Facebook, acreditando na melhora do debate público e em seu impacto junto à sociedade.
O lançamento internacional da ferramenta de checagem chega após grandes turbulências. Ao ser lançada como um método de demonstrar aos usuários que links compartilhados poderiam ser mentirosos, o Facebook percebeu que tal indicação não apenas não resolveu o problema como o amplificou, motivando usuários, movidos por posicionamentos políticos, a compartilharem os links falsos ainda mais. Daí veio a mudança, reduzindo a agressividade das notificações em prol de links relacionados verificados ou dados que tragam contexto e informação verídica.
Fora o feedback da comunidade, o Facebook também terá algoritmos que ajudarão a indicar possíveis fake news. Todas serão remetidas aos verificadores de fatos que, caso comprovem se tratar de informações falsas, reportarão de volta à rede social. Aí, então, acontece a inclusão de matérias relacionadas e a redução de alcance orgânico, ou, então, a indicação de que aquele conteúdo foi verificado pelas agências credenciadas.
Além disso, como forma de minar ainda mais a disseminação de fake news, conteúdos comprovadamente falsos, de acordo com a visão dos checadores, não poderão ter seu alcance impulsionado por meio de campanhas pagas. Administradores de páginas que compartilharem fake news também serão notificados sobre isso para que possam tomar providências, podendo, também, perder completamente a possibilidade de adquirir anúncios na plataforma.
Facebook app
Fonte : Facebook