Rodoviários declaram paralisação e ônibus não irão circular na próxima segunda (17)

Nas primeiras horas da manhã da próxima segunda-feira (17), os ônibus coletivos da Grande São Luís não irão circular. Segundo os rodoviários, isso é devido ao desinteresse dos patrões em negociar  reajustes nos salários, no valor do ticket alimentação, além da garantia da permanência de direitos dos motoristas e cobradores.

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão informou que cumpriu com todos os prazos solicitados, esteve presente em todas as reuniões marcadas, se encontrou por diversas vezes com os empresários e até na semana passada, com representantes da Prefeitura de São Luís, mas nenhum avanço ocorreu e exige uma medida extrema.

O impasse se arrasta desde o mês de Agosto, quando a proposta dos Rodoviários foi encaminhada aos empresários. Os patrões nas poucas contrapropostas apresentadas, não ofereceram reajustes nos salários e nem no valor do ticket, querem que os trabalhadores arquem com 50% do valor do plano de saúde, pedem o fim do plano odontológico e o mais grave de tudo, exigem a extinção da função de cobrador, o que irá gerar demissão em massa no sistema.

“O sindicato afirmou que não há a menor condição em negociar, muito menos, estabelecer um acordo. “Pedimos a compreensão dos usuários, mas não nos resta outra alternativa e quanto aos Rodoviários, esperamos contar com a união e a participação de todos no movimento. Essa luta não é só minha, é de todos nós e só conseguiremos alcançar nossos objetivos, se mostrarmos nossa força. Já que não querem negociar por bem, não há outra maneira que não seja parar o transporte público em São Luís“, afirma Isaias Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.

A entidade na semana passada se encontrou com representantes da Prefeitura, que se comprometeram em contribuir com as negociações entre as partes, para que um acordo fosse firmado o mais breve possível, mas até agora, não houve cumprimento da palavra.

Fonte: Portal do Guará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *