Polícia prende assassino do músico Meneses Júnior

José de Jesus Menezes mais conhecido como JJ foi assassinado por Fernandinho dos Perfumes.

A Policia prendeu na noite de ontem, Fernando Veigas, no cidade de Itaituba no estado do Pará. Ele era foragido da Justiça do Maranhão e acusado de efetuar disparo a queima-roupa que levou à morte o musico Meneses Júnior, mais conhecido como JJ.

De acordo com o delegado Geral de Polícia Civil Leonardo Diniz, uma equipe da policia está em deslocamento trazendo o preso, que deve chegar ainda nesta terça-feira (08), em São Luís. Fernandinho será apresentado na Secretaria de Segurança Pública

Músico e dono da banda Lore Prazeres, Menezes Júnior (foto abaixo), foi alvejado no dia 09 de dezembro do ano passado por volta das 7h, quando se encontrava na conveniência de um posto de combustível.

JJ, como era conhecido o músico, ainda foi levado para Upa do Araçagi, mas não resistiu. Fernandinho chegou ao local e foi logo atirando na vítima.

Fonte : Neto Ferreira

Mulher é morta a tesourada na zona rural de São Luís

Três corpos deram entrada no IML nas últimas horas.

Três corpos deram entrada no Instituto Médico Legal de São Luís nas últimas horas. De acordo com informações policiais, dessas três ocorrências, duas foram homicídio.

O primeiro corpo a dar entrada no IML foi o de um homem identificado como Jhonatan Luis Ferreira, de 30 anos. Ele foi vítima de disparo de arma de fogo. O homem ainda chegou a ser encaminhado para o hospital Djalma Marques, o Socorrão 1, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Um outro corpo que deu entrada no IML foi o de João Batista de Jesus Filho, de 51 anos. Ele estava hospitalizado no Socorrão 2, mas não resistiu as complicações decorrentes de uma queda.

Morta a tesourada

O terceiro corpo foi o de Maria do Amparo Santos Cordeiro, de 25 anos. De acordo com informações policiais, a vítima foi morta com um golpe de tesoura, no pescoço. O suspeito de ter praticado o crime foi identificado como Lucas Matheus Santos Leal.

Ainda segundo a polícia, Lucas Matheus, teria flagrado Maria do Amparo Santos Cordeiro tentando enforcar uma criança de seis anos.

Lucas Matheus era o tio da criança. Segundo informações que ele deu a polícia, ao chegar na residência, no bairro Andiroba, ele viu Maria do Amparo tentando enforcar a criança. Foi nesse momento que começou uma luta corporal entre o tio e a mãe da menor de idade. Durante a luta foi quando Lucas Matheus aplicou o golpe de tesoura no pescoço de Maria do Amparo, que morreu ainda no local.

Conforme a polícia, foi confirmado que a criança possui marcas de agressão no pescoço, já que estava sendo enforcada por Maria do Amparo.

A polícia informou também que Lucas Matheus deve responder pelo homicídio contra Maria do Amparo.

Fonte : Imirante.com 

PF do PI prende vereador e funcionária do INSS em operação contra crimes previdenciários

Polícia Federal em Parnaíba cumpre mandados na Operação Biditos.

Um funcionário público, um vereador e um empresário de Piripiri (PI) além de uma funcionária do INSS de Parnaíba (PI) foram presos nesta terça-feira (8) pela Polícia Federal do Piauí na Operação Biditos. Ao todo são 19 mandados de prisão e 29 de busca e apreensão nas cidades de Parnaíba (PI)Cocal (PI)Brasileira (PI)Barras (PI)Piripiri (PI)Tianguá (CE), Tutóia (MA) e Paraíso do Tocantins (TO). A PF ainda não divulgou o total de presos.

Dentre os mandados de prisão, são 10 de prisões preventivas e nove temporárias. A PF diz que a operação visa combater crimes previdenciários que somaram prejuízo de mais de R$ 27 milhões ao INSS.

Com membros da quadrilha, PF do Piauí apreendeu dezenas de cartões.

A quadrilha agia, segundo a polícia, falsificando documentos como carteiras de identidade e certidão de nascimento para “criar” pessoas idosas e com deficiência no intuito de receber de forma fraudulenta benefícios do INSS. Foram apreendidas dezenas de cartões para saque dos benefícios e armas de fogo.

Os presos poderão responder pelos crimes de associação criminosa, estelionato qualificado, falsidade ideológica e uso de documento falso.

Policiais Federais apreenderam armas de fogo e munições.

Pelo menos 320 benefícios foram suspensos após as investigações, que começaram há oito meses. A PF estima que o prejuízo futuro com a ação criminosa poderia somar mais R$ 19 milhões.

Com o nome de Operação Biditos, a PF informou que o termo faz referência à forma como os criminosos se referiam a “cartões”, porque alguns dos integrantes do grupo criminoso se dizem ciganos.

Há 145 policiais federais envolvidos na operação, que foi deflagrada com o apoio da Gerência Executiva do INSS no Piauí e de policiais do 2º Batalhão da Polícia Militar do Piauí.

Fonte : G1MA

Juíza dá 20 dias para Duarte Júnior se manifestar sobre suposto uso da máquina

Juíza dá 20 dias para Duarte Júnior se manifestar sobre suposto uso da máquinaA juíza Alessandra Costa Arcangeli, designada para presidir os autos referentes a uma ação popular ajuizada em março último contra o Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor (Procon) do Maranhão e seu então presidente e ex-coordenador do Viva, Hildélis Duarte Júnior, deu o prazo de 20 dias para que a autarquia e seu ex-titular se manifestem a respeito da acusação de suposto uso da máquina pública para promoção pessoal.

A decisão é do último dia 24, mas foi publicada somente nesta segunda-feira 7. A magistrada assumiu os autos no início do mês passado, após o juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, haver se declarado suspeito para julgar a ação popular contra o ex-presidente do Procon maranhense.

Filiado ao PCdoB e pré-candidato a deputado estadual, Duarte Júnior teria, segundo o advogado Thiago Brhanner, autor da ação, causado prejuízos ao erário estadual por meio de patrocínio de posts na rede social Facebook e por meio de uma matéria, de cunho pessoal disfarçado de teor institucional, na revista Deluxe. A produção da matéria suspeita de ser custeada pelo erário para promoção pessoal de Duarte, inclusive, é assinada pela chefe de assessoria do Procon-MA, Emilly Castelo Branco Matos.

Na ação, Brhanner apresenta diversos indícios de que a promoção pessoal não teria como ser bancada pelo próprio bolso do ex-chefe da autarquia, em razão de sua baixa remuneração como auxiliar do Palácio dos Leões.

“Em verdade, essa não é uma prática isolada. O Réu, por exemplo, em seu perfil social é useiro e vezeiro em patrocinar postagens, nas quais a sua figura de gestor se confunde com a pessoal. Além da grave violação ao princípio da impessoalidade, convolando sua postura em ato de imoralidade, é bem provável que toda essa promoção pessoal se dê pela via do dinheiro público”, diz o advogado, num dos trechos do documento.

 No despacho em que estabeleceu o prazo para manifestação do Procon/MA e de Duarte Júnior a respeito da acusação, a juíza Alessandra Costa Arcangeli determinou ainda que o Ministério Público do Maranhão seja intimado a acompanhar o caso.

Também foi determinada a expedição de ofícios à revista Deluxe, para que apresente nota fiscal ou documento equivalente referente a matéria sobre o comunista, no prazo de 15 dias; e ao Facebook, para que, no mesmo prazo, também apresente notas fiscais ou documento equivalente dos posts patrocinados da página de Duarte Júnior.

Fonte : Atual7

Mulheres evangélicas e católicas são discriminadas e não podem ser capelães no Maranhão

Elas são Maria, Joana, Fátima, Antônia, Lurdes, Sabrina, Helena, Cândida, Bárbara e centenas de outras que são bispas, pastoras, e várias já entraram na Polícia Militar, Policial Civil, Corpo de Bombeiros e Agentes Penitenciárias. Estas últimas, concursadas. Mas na relação dos capelães agraciadas com altos salários não existem um nome de nenhuma mulher. A Capelania, na verdade, é um clube do bolinha, só tem vez pra macho.

A figura do capelão existe há muito tempo. Desde o governo de João Castelo, salvo engano, já existia o capelão Monsenhor Maranhão e na gestão de Luiz Rocha o capelão Padre Sidney, sendo este o responsável pela Igreja da Sé.

Nos governos seguintes outras pessoas foram nomeadas, mas nada que atingisse o desnecessário número de 50, como agora na gestão do comunista Flávio Dino que domina as igrejas católicas e evangélicas pela força de cargos e outros agrados mais.

Vejam abaixo a relação que circula nas redes sociais dos militares que apontam os nomes dos agraciados, com salários básicos, fora as outras vantagens; restando ainda uns 21 do lado de fora:

Fonte : Blog Luis Cardoso